25.1.17

Em Busca do (amor) Prato Perfeito, de Igor Feijó

Já parou alguma vez e se perguntou o que os homens tem em comum com pratos de comida, temperos e especiarias?
Esse é o modo que Giovanna enxerga as etapas de uma conquista, o percurso de um envolvimento e uma finalização de cair o queixo.
Preservem seus paladares, sintam o aroma que invade suas narinas, degustem com um toque de leveza para que assim não percam nada em seu processo. A comida não é só um alimento bonito, não é só algo que serve ao nosso propósito de saciamento.
Comida, meus caros, é um pedaço da vida.
Giovanna é uma moça italiana que adora uma boa comida, esse foi um dos motivos para ela sair da Itália e vir para o Brasil realizar seu sonho: ser uma chef renomada e ter seu próprio restaurante. Tudo feito, seu restaurante se chama Toscana's e ela é bem avaliada, o que faz com que sua equipe seja contratada para vários eventos importantes. Que a sua vida profissional é ótima, isso é inegável, mas quanto a vida pessoal... uma rotina sem fim. Todo esse marasmo é quebrado por Alessandra, sua melhor amiga, pela volta de Pablo, o seu amor de infância e a chegada de Fernando na sua vida.
Entre um prato e outro, Giovanna consegue ter alguns casinhos amorosos de vez em quando, e claro, sempre comparando o cara com alguma coisa relacionada a comida, até que Pablo aparece na porta de seu restaurante e a chama p'ra sair. No dia do encontro em questão, a melhor amiga comenta com ela sobre ter ficado com um cara – ou uma salada – na boate, mas que ele precisou de álcool – no caso, o molho – para se soltar! Até aí tudo bem né? Ela vai para o encontro, que acaba sendo um happy hour na casa de Fernando, um cara descolado, cheio de tatuagens e que também adora cozinhar, instantaneamente rola um climinha entre os dois, mas tem um problema: ele é amigo do Pablo!
Nessa história, tudo meio que acontece de uma hora para outra, então não se assustem se parecer que eu só estou jogando as coisas. Apesar do clima quente entre os dois, ela o chama para um teste no Toscana's e apesar de trabalhar com ele todos os dias, ela não sabe se pode investir ou se a atração que eles sentiram um pelo outro não vai dar em nada. Lembram da conversa sobre salada e molho com a Alessandra? A amizade das duas fica abalada justamente por causa disso, o cara em questão gosta da Giovanna e ela até que gostava dele, até descobrir que ele pegou a melhor amiga dela e que ainda por cima era noivo!
Ok, o problema com os caras passou e tudo se resolveu perfeitamente bem, agora o problema é profissional! Um crítico mega importante vai ao Toscana's e eis que quando o prato é servido, algo de ruim acontece, botando o sonho e o trabalho árduo de Giovanna em xeque, será que ela dar a volta por cima e encontrar, além do amor, o prato perfeito para salvar o restaurante? 
Em Busca do (amor) Prato Perfeito é um livro fofinho, daqueles que possuem uma lição de moral que só é entendida no fim da história, a lição em questão aqui é, será que a gente já não encontrou a resposta para a nossa busca da perfeição? Será que a perfeição não é o conjunto do que já temos na nossa vida?
Eu achei a premissa do livro é ótima, a sinopse me instigou a querer descobrir como o autor ia trabalhar com conquista e comida simultaneamente, mas tem um problema: ele é muito curto, o que acabou deixando algumas pontas soltas pelo decorrer da história. As personagens ficaram rasas, a Giovanna, como protagonista, foi muito bem cuidada, mas acho que ainda assim, todos mereciam um pouco mais de lapidação e atenção na construção, eu não consegui me preocupar com nenhum deles nem ter a menor empatia possível, quando eu comecei a gostar da Giovanna, por exemplo, o livro acabou. Esse foi um dos fatores que me fizeram gostar um pouco menos da história – estou falando de gosto pessoal! –, os outros são sobre o livro em si.
-
SOBRE A EDIÇÃO: O alinhamento do livro não é legal, quem me conhece sabe que eu tenho toc com alinhamento, e aqui nós temos parágrafos alinhados a esquerda e parágrafos justificados. Quanto a divisão de capítulos, é muita desorganização, tem capítulo que começa no começo da página bem bonitinho, aí no próximo o título do capítulo já é no meio e tem alguns que começam no final da página, isso me quebra as pernas! Mas claro que eu vou fazer elogios também: que capa maravilhosa, pena que no kindle as letras ficam meio apagadas por causa da cor. Na página do autor no Facebook, tinha uma ilustração da Giovanna, feita pela mesma artista da capa, que me lembrou bastante a Marina de Turma da Mônica, um amorzinho que só vendo. Lembrando que, sobre o alinhamento e a divisão dos capítulos, não é nada muito grave e nem que atrapalhe a leitura, ok?
-
ISBN B01MTTME1A EDITORA Amazon Kindle PÁGINAS 106
CAPA 1,0 REVISÃO 0,6 DIAGRAMAÇÃO 0,2 CONTEÚDO 0,7 GOSTO PESSOAL 0,3 TOTAL 2,8


Em Busca do (amor) Prato Perfeito na Amazon

8 comentários :

  1. Também tenho o e-book, mas ainda não li. Realmente pelo número de páginas o livro é bem curtinho. Adorei o fato de ser um livro fofinho, gosto de livros assim. Fiquei curiosa quanto ao que a Giovanna irá fazer para salvar o restaurante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daqui a algumas semanas teremos o físico, espero que seja um tico maiorzinho pra todo mundo conhecer melhor a Giovanna! Eu recomendo a leitura, é bem levinha e da pra terminar em uma sentada só.

      Excluir
  2. Olá, tudo bem
    Gostei bastante da premissa, mas também tenho TOC, e não sei se leria em e-book.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Olá amore,
    Nossa quanta criatividade em uma única resenha, delícia.
    Não conhecia o livro e já curti um cadinho. Ainda mais por saber que tem uma lição de vida presente na história.
    Dica anotada!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  4. Oi Nátalia, tudo bem?

    O livro já me encantou a primeira vista, pois amo tudo que está relacionado com comida haha Saber que a todo instante o autor busca fazer essa mescla entre o romance e a comida me deixa curiosa, pois fazer essas analogias não é nada fácil. No geral, acho que as poucas páginas também me afetariam, não fazendo eu ter apego pelos personagens. Em questão do alinhamento, também tenho toc, não consigo ler livros que não estejam com no mínimo uma boa diagramação. Mesmo com tudo isso, seria uma leitura que faria!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que livro legal, deu até fome! A história parece ser meio clichê mas encantadora. Esse tipo de livro é bom para ler e fugir da realidade. Anotei a dica, vou colocar na minha lista.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Amei sua resenha!!!
    Desculpa a comparação, mas foi impossível não lembrar do Master Chef quando comecei a ler sua resenha. Rsrs(desculpa!) Eu achei a premissa do livro muito interessante, a forma como a comparação entre a comida e os caras é feita deve ser bem bacana. Não gosto quando os capítulos não começam da mesma forma , e o alinhamento é crucial para se realizar uma leitura confortável. Amei sua sinceridade em analisar os pontos negativos. Beijos do Wes *_*

    ResponderExcluir
  7. Olá
    O livro me parece muito interessante, e quanto a edição, alinhamento e etc, não me incomodam em nada quando estou lendo, na verdade, eu viajo tanto nas histórias que leio, que nem presto atenção nisso hahaha
    Adorei sua resenha, cheia de analises!
    Beijão <3

    ResponderExcluir