ENQUANTO ELES NÃO VÊM

25.1.17

Na primavera de 1978, um misterioso ataque assolou os habitantes de Paraíso Florestal, uma pequena cidade localizada em uma área remota da Bahia. Trinta e sete anos depois, um terrível incidente engole a pequena cidade, obrigando as autoridades a enviarem uma equipe de soldados para investigar o ocorrido.
Desde sua chegada à pacata cidade, David e Lívia deparam-se uma calma sepulcral; ninguém é encontrado nas ruas, nos becos ou nas casas. Na escolinha, os cadernos abertos datam o dia atual. No hotel, um barulho no andar superior denuncia a presença de alguém...
Tomados pela sensação de ameaça iminente, os soldados refugiam-se em uma antiga mansão, desconhecendo o verdadeiro horror que varreu a pequena Paraíso. Dentro daquelas paredes, oculto pelas trevas, o maior e mais escuro de todos os medos os espera.
Eu pensei umas duas vezes se devia ler esse livro ou não, porque haviam me dito que era terror e não que eu tenha medo de ler ou de sonhar depois da leitura, mas eu me assusto muito fácil com coisas, aí já viu né? E não, não é engraçado nem divertido assustar o coleguinha!
A história começa com um garoto contando para a mãe sobre um pesadelo que teve e poucos segundo após essa cena, tudo vira de pernas para o ar e já temos um novo cenário, aonde somos apresentado a uma das personagens principais, o David, acompanhamos um pouco da sua infância e adolescência, passando pelo relacionamento com os pais, até chegarmos na vida adulta e sua vinda para o Brasil.
Logo de primeira, eu pensei que o David fosse uma pessoa meio perturbada, tipo como assim ele vê a mulher morta no banheiro???? Aí eu me lembrei que era um terror e então, a perturbada era eu.
Todo o enredo gira em torno de uma operação da COPS, que é meio que uma polícia melhor e diferente da que a gente tem... Vai ser bem difícil falar desse livro sem dar spoiler pelo que eu estou vendo! Mas vamos lá, o David e o resto da equipe da COPS são chamados para uma reunião importante, lá eles são apresentados a dois novos integrantes: a Lívia e o irmão dela, imediatamente após a apresentação, todos são enviados para uma missão especial em um lugarzinho no meio do Nordeste, chamado Paraíso Florestal e é quando eles chegam lá, que tudo desanda.
Primeiro, tudo é marasmo, e depois o autor joga uma bomba de informações na sua mão e saí correndo, a partir daí a ação não para e em todos os capítulos acontecem alguma coisa diferente, por isso, eu recomendo que você leia com calma e preste muita atenção aos detalhes, porque lá na frente, você vai precisar deles e depois de muita ação e muito medo, é hora de entrar num casarão com paredes revestidas de trevas que, junto com alguns militares, encobertou um segredo terrível durante muitos anos, um segredo que custou a vida de algumas pessoas, mas que ao mesmo tempo é uma herança, então né...
Quando chegamos no casarão, que parece mais um labirinto do que qualquer outra coisa, nós também encontramos a história de uma família poderosa, várias reportagens, diários, testamentos e fotografias, em contra partida, nós descobrimos que, nesse livro ninguém é o que parece.
Por ser minha primeira experiência com livros de terror – esse ano sai um SK – eu pensei que fosse me assustar muito, tipo exageradamente, e claro que eu me assustei com o vento batendo enquanto eu lia, mas as minhas expectativas eram bem altas e ele não foi medonho o suficiente p'ra cumprir com elas, isso me decepcionou um pouquinho, não ao ponto de me fazer gostar menos da experiência, mas decepcionou, então, se você é acostumado com Stephen King, p'ra você isso aqui vai ser molezinha, um suspense misturado com mistério e só.
- 
SOBRE A EDIÇÃO: Eu gostaria muito te ver esse livro em uma edição física junto com meus outros livrinhos, mas infelizmente, ele só está a venda em e-book! Mesmo sendo em formato digital, a gente consegue reparar em todo o cuidado que o autor teve com o livro, sabe? Ele fez ilustrações e colocou lá, p'ra ajudar o leitor a se situar, fez cartas e recortes de jornais, criou todo um ambiente de imersão, além do quê, quando a gente entra nas redes sociais do Robson, a gente vê desenhos das personagens também. A capa é maravilhosa, a diagramação também, a revisão é boa, mas poderia ser melhor um tiquinho, encontrei alguns erros, mas nada grave. Na minha opinião, é uma ótima edição e p'ra ser melhor, só faltou o formato físico, mas a gente espera!
-
ISBN B01N7B81BQ EDITORA Amazon Kindle PÁGINAS 297
CAPA 1,0 REVISÃO 0,6 DIAGRAMAÇÃO 1,0 CONTEÚDO 1,0 GOSTO PESSOAL 0,9 TOTAL 4,5


Enquanto eles não vêm na Amazon
12 comentários on "ENQUANTO ELES NÃO VÊM"
  1. Que história curiosa! Senti um clima de mistério e medo (não necessariamente terror), e acho que isso pode ser bem positivo, já que não sou SUPER fã desse gênero mais gráfico de horror. Bacana demais a resenha. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é bem mais misterioso do que aterrorizante mesmo, não que eu tenha propriedade pra falar do assunto, mas né... acho que é uma leitura que vai agradar todo mundo, até os medrosos.
      Obrigada <3

      Excluir
  2. Caraca!!!! Que história!!! Fico tão feliz quando vejo histórias interessantes e aparentemente ricas contadas por brasileiros em cidades brasileiras.. rsrs
    Já quero ler, mas acho que vou esperar a edição física. Não sou muito fã de e-book. rsrs
    Bjoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o escritor, a versão física vai ser ainda melhor, agora eu também vou esperar por ela hahaha eu sinto um orgulho enorme de ver escritores nacionais valorizando o Brasil e a nossa cultura <3

      Excluir
  3. Tenho este livro no Kindle, ainda não li, mas pretendo ler este ano ainda. Sou como você, também fico com um pouco de medo quando leio livros que possuem histórias um pouco assustadoras. Já estou até imaginando o que irá acontecer quando chegarem ao Paraíso Florestal, estou vendo que de paraíso não deve ter nada, rs. Adorei a resenha! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moça, perde tempo não, lê logo!!! Paraíso Florestal, de paraíso só tem as árvores ;)

      Excluir
  4. Olá, tudo bem?
    Achei o livro bem interessante, gostei muito dos detalhes ricos em sua resenha, fiquei muito iteressada!
    Não conhecia a obra, mas já anotei a dica aqui ♥
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Oi Natália, tudo bem?

    Eu sou uma medrosa nata, então, com toda certeza, esse livro seria muito difícil de digerir. Já li alguns livros de terror (por alguns, leia-se 2) e a experiência foi bem bacana, pois era apenas aquele sustinho misturado com um bom mistério. Pelo que constatei na sua resenha, a obra possue uma ambientação bem bacana e isso é um lado bem positivo.
    Saber que o autor é nacional e deixa ainda mais orgulhosa, pois infelizmente esse não é um gênero bem difundido!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Se eu fosse ler algo de terror já ia chegar com o coração na mão também. Mas que bom que no final não foi tão assustador quanto você previu. Ainda não sei se tenho coragem para ler algo do gênero, RS.

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Gostei da capa também, dá o toque do terror que a gente espera quando lê a sinopse. Agora, olha... nem todos os livros do SK são terror absurdo e nem metem tanto medo assim. Se eu te contar que os livros deles que causam mais medo são os que falam sobre o lado humano do terror, você fica chocada? Como ele mesmo diz, "às vezes os monstros vivem dentro de nós". Esse livro do Robson parece mistura de terror e policial, então vai me agradar muito! Espero ler logo!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Eu estou louca por esse livro desde que vi a capa no Facebook - ao qual convenhamos, é linda. E também concordo que em uma versão física ficaria lindo! Em relação a história, adoro suspense e nem sequer imaginei que fosse algo de terror. Quero logo <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Me faltaria coragem pra ler... Ao mesmo tempo que você disse que não se assustou como esperava, disse que se assustou com o vento batendo enquanto lia,e isso é mais susto do que eu gosto de levar... Rs... Não gosto de sentir nem um pouquinho de medo, por isso não acho que seja leitura para mim.

    ResponderExcluir