31.7.17

BELAS MALDIÇÕES | RESENHA



"Era o começo da manhã de sábado, o último dia do mundo, e o céu estava mais vermelho do que sangue."

Acho totalmente válido e sempre irei apoiar as parcerias entre alguns escritores, muitas eu sei que tem um potencial enorme e quando eu vi que o Grupo Editorial Record iria relançar o livro "Belas Maldições - As Justas Profecias de Agnes Nutter, Bruxa" logo me interessei para saber o que Terry Pratchett e Neil Gaiman haviam preparado para nós leitores. 

Logo, aviso que eu não li nada do Terry por motivos de ainda não conhecê-lo, mas dei uma olhada no catálogo da Record e me interessei em algumas das suas obras, já Neil Gaiman o meu primeiro contato mesmo foi com "O Oceano No Fim Do Caminho", que tem uma história recheada de suspense e reflexões, e bom, como eu já tive um contato com Gaiman eu aviso que a escrita dele está bem diferente nessa obra. Mas vamos lá ao tão esperado fim do mundo...


A batalha do Armagedom acabará de vez com todos os governos humanos. — Daniel 2:44.



Bom, a história é basicamente isto, porém os dois autores resolveram colocar algo mais cômico e engraçado, com a presença de uma freira que acaba errado um bebê, que na verdade é o Anticristo e foi entregue para o casal errado, fazendo com que ameaçasse o próprio fim do mundo, mas existem dois personagens que são do bem e do mal que desejam que o universo não acabe, então eles tentam acalmar o filho do diabo para que ele não destrua tudo, só que o que não sabiam é que ele não é o Anticristo, ou seja, o desespero bate na hora.


Só que todo esse humor não me afetou, praticamente em si, de forma nenhuma eu consegui um riso ou algo do tipo, não sei por quê, mas infelizmente essa leitura não funcionou comigo, além de tudo, eu achei a escrita bem cansativa, porém existem alguns personagens cativantes, como por exemplo os secundários e também tem o mistério a respeito se vai ou não acontecer o Armagedom, mas é só isso mesmo, nada demais. 

Acredito que em si a obra ficaria muito melhor se eles não tentassem fazer com que isto fosse engraçado e sim um suspense. Ah, e muitas das passagens me lembraram Supernatural, não sou tão fanático assim por essa série (porque eu ainda não terminei todas as temporadas, cof cof), mas toda essa trama de anjos e demônios tiveram algumas cenas que me lembraram da série, outra coisa é que tem algumas pequenas referências sobre a própria cultura inglesa.


Bom, o livro é narrado em terceira pessoa, então existem algumas notinhas do rodapé que deixaram a obra mais explicativa e ah, não existem capítulos, é narrado em ordem cronológica até o próprio fim do mundo. E a respeito da edição eu acabei achando bem simples, mas não deixou a desejar, pois o tamanho da fonte está bem tranquila. É uma leitura para quem busca algo fora da personalidade dos autores, uma pena ele não ter me interessado tanto, mas quem sabe você goste?

ISBN 9781473214712  EDITORA BERTRAND BRASIL PÁGINAS 349
CAPA  REVISÃO   DIAGRAMAÇÃO 0.1 CONTEÚDO 0.2 GOSTO PESSOAL 0.2 TOTAL ✩✩'5
Resultado de imagem para BARRINHA DIVISORIA TUMBLR

POSTAGEM POR LUAN SAMPAIO (@CLUAZ)

Nenhum comentário :

Postar um comentário