26.10.17

HARRY POTTER & A CÂMARA SECRETA


Depois de passar alguns meses longe de Hogwarts nós voltamos com a promessa de uma nova aventura: dessa vez andamos em um carro voador, conseguimos falar com cobras e novamente arrasamos com a cara do nosso inimigo, mas será que foi tão divertido quanto deveria ter sido? E eu já aviso de antemão que essa resenha pode ter spoilers de A Pedra Filosofal, então corre, lê o livro, dai volta e lê essa resenha aqui e só depois vem pra essa, tá bom?

Aqui nós vamos começar exatamente de onde paramos no livro anterior: nas famigeradas férias de verão. As coisas também acontecem de um jeito que a gente pode relembrar o que aconteceu na vida de Harry no ano anterior, pra daí sim começar a história de verdade! 
Sem receber nenhuma cartinha dos amigos, a única diversão de Harry é atormentar seu primo Duda com palavras inventadas para parecerem feitiços (lembrando que é proibido usar magia fora de Hogwarts!). Além disso, ele vai acabar passando mais um aniversário sozinho enquanto tio Válter organizar um jantar para um convidado especial, e aí mesmo sem saber, o Harry também tem um convidado, nem tão convidado assim: Dobby, o elfo doméstico, que aparece no seu quarto pra lhe fazer um pedido um tanto inusitado!

"São as nossas escolhas, Harry, que revelam o que realmente somos, muito mais do que nossas qualidades." 

Na hora que tudo parece dar errado, que você já não tem esperança nenhuma de fazer alguma coisa que não seja ficar trancado no quarto, dar uma volta de carro voador com seus amigos parece uma coisa bem divertida né?


Pra gente chegar mais rápido na parte que o livro fica bom de verdade, vamos pular as partes anteriores ao momento que os meninos chegam na estação? Daí, além de evitar spoilers, se você veio aqui só pra saber o que acontece, vai ser obrigado a ler!!!!
Todo os Weasley conseguem passar para a plataforma normalmente, mas eis que quando chega a vez de Harry e Rony, uma barreira surge do nada e impossibilita a passagem. Muitas crianças no lugar desses dois teriam ficado felizes em não poder ir pra escola, mas eles ficam desesperados ao ponto de roubar um carro voador que teve infringir umas oitocentas leis, e vão pra escola seguindo trem! Essa invenção muito louca dá quase certo e eles conseguem chegar, na escola, mas estacionar no Salgueiro Lutador não é uma boa ideia né? Porque ele vai tentar lutar e se defender...  Eu lembro que quando eu era menor, eu passava as tardes na casa da minha tia, e eu jogava um joguinho do Harry Potter com a minha prima e o jogo tinha vários feijões coloridos e tinha o Salgueiro Lutador e a menina Murta. Não lembro o nome desse jogo, mas era bem divertido.
A partir daqui eu mudei de ideia e não quero mais te contar o que acontece em Hogwarts, você vai ter que ficar na curiosidade e descobrir por conta própria que o Rony recebe um berrador por causa da confusão com o carro e isso quase faz seu pai ser demitido, que o Harry descobre que consegue conversar e entender as cobras, e que o vilão da vez voltou de um lugar que a gente nem sabia que existia, e claro, que a Gina tá envolvida em coisas não tão boas por aí! Mas eu quero ser sincera com vocês e dizer que eu não sei porque todo mundo gosta do Dobby, sério, que bichinho chato! Fiquei com a impressão de que ele nunca ouviu aquele ditado que mamãe sempre diz: mais ajuda quem não atrapalha. Na real que eu também achei que o Harry só fez aquele negócio lá, e talvez você já saiba do que eu tô falando, por dó ou por algum motivo que eu não sou capaz de compreender, porque eu teria aproveitado pra talvez enforcar ele por tudo que ele causou, mas vou deixar isso aí no ar também!


Uma coisa que eu gostei muito de ver nesse livro foi a entrada de novos personagens, mas de uma forma que não exclui os personagens que já estão presentes, sabe? Tem um novo aluno que é filho de trouxas e sente uma admiração tão grande pelo Harry que chega a ser irritante; temos a menina Gina, que já tinha aparecido no primeiro livro, mas agora tem uma participação bem maior, bem maior mesmo; também temos o aparecimento do pai do Draco, quer dizer, eu não lembro se ele apareceu no primeiro, mas eu tenho noventa por cento de certeza que não e também surge um novo professor, que também é escritor, o famoso Gilderoy Lockhart, mais conhecido como embuste! E claro, não podemos esquecer, mas eu já ia esquecendo: a Murta Que Geme, e eu até agora não entendi o porque de ser Murta, não deveria ser morta?????
Durante a maior parte do livro eu, sinceramente, achei que o Gilderoy poderia ser o vilão da vez. Acho que bem lá no fundo, se ele não fosse tão covarde, ele teria capacidade pra fazer esse tipo de coisa ou até pior, e confesso que quando descobri que ele não passava de um megalomaníaco usurpador de memórias, eu fiquei chocada e um pouco triste, quer dizer: você quer se gabar, ok, vai lá e se gaba, longe de mim julgar as pessoas né? Mas se gabar de uma coisa que você não fez???? O pior é que realmente existe gente assim! Observação: eu não gosto do Gilderoy.

"Você vai descobrir que só terei de ter deixado a escola quando ninguém mais aqui for leal a mim. Você também vai descobrir que Hogwarts sempre ajudará aqueles que a ela correrem."

Eu quero me abster de fazer qualquer comentário que tenha haver com qualquer coisa que a Gina fez/falou/pensou e todas as consequências que essas coisas geraram, e também não tenho mais nenhuma consideração sobre a história em si para fazer, então...


Quem leu a primeira resenha sabe que eu não adorei conhecer esse mundo de bruxaria, eu simplesmente gostei e pra mim não precisava nem de uma continuação. Mas se tem continuação, vamos ler né? E a sensação é a mesma! Me falaram que agora eu tô achando as histórias meio nhé, mas que quando chegar no último eu vou querer tatuar o símbolo da minha casa na testa, e sinceramente eu discordo!
É perceptível o amadurecimento dos personagens, da escrita e da história, e estava tudo indo muito bem até a parte em que eu descobri que em todos os sete fucking livros a aventura é a mesma: destruir Você Sabe Quem. E gente, vocês não acham isso meio repetitivo? Eu fiquei bem triste quando descobri isso, porque acho que o Harry tem potencial pra fazer mais coisas né! Isso me desanimou bastante, tanto é que eu já podia ter livro o livro quatro e cinco, mas tô enrolando. Ainda assim, esse livro é melhor que o anterior, eu admito.


ISBN 9788532529961 EDITORA ROCCO PÁGINAS 252
CAPA 1 REVISÃO 1 DIAGRAMAÇÃO 1 CONTEÚDO 1 GOSTO PESSOAL ½ TOTAL ✩✩✩✩½ 

8 comentários :

  1. Oii Natália tudo bem?
    Que edição mais linda guria, eu nunca havia visto assim em fotos e fiquei encantada, HP é uma nostalgia gostava da infância que cada vez que vejo um post da vontade de ler e me encantar, sua resenha ficou maravilhosa e pretendo reler.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Ler sua resenha despertou a Jéssica garotinha quando se encantou com HP pela primeira vez! Que saudade, que época boa! Eu sei que a "missão" dos 7 livos é a mesma mas concordo com quem te disse que você vai sim amar esse universo mais à frente!
    Amei suas fotos, tenho essa edição em inglês.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li nenhum livro de HP e nem vi os filmes, mas quando uma história é muito comentada assim, eu não tenho lá muita curiosidade sabe? Além disso, não sou muito fã de histórias de bruxos, então nãos ei um dia irei conhecer HP mesmo. Mas eu gosto de ler as impressões das pessoas e gostei bastante de conferir sua resenha.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem?
    Esse ano eu resolvi ler as série toda, já que só conhecia os filmes, e amei HP, sei que tem seus altos e baixos, mas fica melhor, continue, o próximo Prisioneiro de Askaban é o meu favorito da série toda. Parabéns pela resenha!
    Beijus

    ResponderExcluir
  5. Eu simplesmente discordo do seu ponto de vista, os sete livros relatam sim a trajetória para o Harry matar Voldermot, mas acontece muita coisa até isso realmente acontecer, o amadurecimento é necessário, não dá para em um livro matar um personagem como esse, e fazer todo o desenvolvimento. Eu sou uma enorme fã, eu cresci lendo esses livros então eu os defendo com unhas e dentes, simplesmente é maravilhoso, uma das minhas tatuagens remetem a história no geral. O amadurecimento do primeiro para o sétimo é gritante. Espero que você mude de opinião com os próximos volumes.

    ResponderExcluir
  6. Eu não tenho çuriosidade em relação a está série, tanto que nem comecei a ler os livros ainda. Nem mesmo os filmes eu vi. Uma pena que apesar desta adoração existente pela série, você não esteja gostando tanto.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Eu tenho a mesma sensação que você, eu acho as historias legais, mas não é aquela explosão de sentimentos e emoções que muitas pessoas falam. Eu li os dois primeiros livros, mas não tive muito animo para continuar com o terceiro, mas vi todos os filmes. E

    ResponderExcluir
  8. No momento tô no terceiro livro, mas tá bem devagar. E esse segundo, em alguns momentos achei que demorou muito pra chegar na ação, mas é una leitura legal. Vamo continuar!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir