Top Social

RESENHA | Filhos da Degradação (Felipe Castilho)

18 de dez de 2017

Yay! O canal do Morando em Pasárgada voltou! E pra comemorar, que tal você vir bater um papo comigo sobre Filhos da Degradação? Ele é o primeiro volume de uma trilogia chamada Ordem Vermelha, escrita pelo Felipe Castilho em colaboração com o Rodrigo Didier e o Victor Sousa. Aqui nós acompanhamos um grupo de rebeldes que estão dispostos a tudo pela verdade, até mesmo a assassinar a deusa soberana e destruir seu próprio mundo.



"O tempo tem a capacidade de transformar tudo, exceto a si mesmo. Ele derruba muralhas, modifica raças, transfigura uma pessoa em outra e deturpa memórias. No entanto, será sempre o tempo."

"– Só acho que não posso condenar quem nunca tentou comprar a semiliberdade e prefere viver no Miolo para sempre. É um conforto doloroso ter tão pouco dinheiro, mas saber que não vai precisar se preocupar com isso para sobreviver. É só encarar um dia depois do outro e não querer nada para si mesmo além de um pouco de comida, que é sempre garantida. [...] Tudo bem, comida ruim é sempre garantida."

"Uma punição que não prejudica a produtividade é o sonho de um sistema que depende de esforço e mão de obra barata - e, caso o servo merecesse uma pena mais definitiva, sempre haveria o banho de Mácula."




"Elas sangravam, viam seu lar queimando e ainda assim conseguiram sorrir uma para a outra. Tinham assumido a luta, não reclamariam de coisas banais como dores e perdas materiais."

"– Nós somos as fagulhas que darão início à fogueira. Talvez o vento nos sopre para longe, talvez possamos iniciar um incêndio."

"– Cada um repara de um jeito na areia que cai da ampulheta, seja grão a grão ou num fluxo contínuo. O tempo é relativo."



"– Vingança é só uma forma de tentar preencher o vazio com a coisa mais óbvio ao nosso alcance. Em vez disso, deveríamos tentar compreender por que perdemos algumas coisas para certas pessoas."

"Um dia que começava com um sinfo armado para a batalha não podia terminar bem."

"Precisei descobrir a mim mesma antes de descobrir tudo que os muros de Untherak nos impedem de ver. Precisei ser sacrificada para descobrir que eu sentia, que eu era alguém, e não apenas uma peça numa mentira deslavada vestida de imortalidade."


Sendo bem sincera com vocês, esse livro tem um dos projetos gráficos mais bonitos da minha estante. Tão bonito ao ponto de que se eu não gostasse de fantasia ou não tivesse me interessado pela história, eu ter quisto comprar ele só pra decorar a estante. Não sei se posso dizer que esse é um projeto simples, até porque não deve ter sido nada simples fazer ele, mas com toda certeza ele não precisa de muita pompa pra chamar atenção! 
A diagramação é super tranquila de ler, e a página que marca o início dos capítulos é diferente das demais, esse é um dos detalhes que eu mais achei bonito no livro todo, além do mapa, é claro. E falando em mapa, ele também é um dos detalhes diferentões aqui: ao invés de ser no começo ou no final do livro, ele é no meio, e com um tipo de folha diferente das outras páginas. 
O Rodrigo fez um trabalho incrível e a impressão que eu tive é de que o mapa não é só uma ajudinha pra se situar na história, ele foi um trabalho feito pela mão dos kaorshs, para retratar o lugar onde eles sobreviviam! A capa super dispensa comentários né? E a revisão é daquele jeitinho que eu gosto, e vocês sabem qual é! 
E se vocês gostou de todas essas fotos ou ficou curioso com o projeto gráfico, corre lá no Instagram do blog (@morandoempasargada) que tem mais!

ISBN 978-85-510-0269-8 EDITORA INTRÍNSECA PÁGINAS 448
CAPA 1 REVISÃO 1 DIAGRAMAÇÃO 1 CONTEÚDO 1  GOSTO PESSOAL 1 TOTAL ✩✩✩✩✩
Amazon | Submarino | Skoob
15 comentários em "RESENHA | Filhos da Degradação (Felipe Castilho)"
  1. Achei o livro meio assustador, só pela capa rsrsrs.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Assim que eu soube do lançamento desse livro fiquei louca por ele. Realmente, ele é lindo demais, podia ser de qualquer gênero literário, só essa arte já é motivo mais do que suficiente pra te fazer comprar. Queria muito ter conseguido o meu na CCXP mas não deu pra ir e não tinha nenhum conhecido meu pra comprar por mim. Enfim, lindas fotos, viu?

    https://maresialiteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Confesso que não me atraiu em nada, não é o tipo de leitura que faço ou o tipo de capa que me chame a atenção, mas que bom que você gostou e se apaixonar. É isso que importa.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá, realmente a edição é linda e acho que faria o mesmo, compraria só para ter na estante. Também não sou muito fã de fantasia, mas as citações estão bem intrigantes. Fiquei curiosa. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Comprei o livro no lançamento e estou lendo. Gostei do vídeo, e adorei as situações selecionados.

    ResponderExcluir
  6. nao conhecia esse livro, certamente é o tipo de leitura que me agradaria demais
    obrigada pela indicação, amei seu comentário <3

    ResponderExcluir
  7. que capa e edição bonita desse livro mas n é mto meu estilo de leitura vou repassar a dica bjs

    ResponderExcluir
  8. Apesar de ter gostado dos livros anteriores do Felipe Castilho, esse não me atraiu muito. A história não me chamou atenção e, apesar da edição estar bem bonita, não pretendo ler. Quem está doido por ele é o meu noivo. Acho até que darei a ele de presente, tenho certeza que vai gostar muito da leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Antes de mais nada, eu adoro quando os livros possuem mapas dentro <3 Ainda não conhecia esse livro, e apesar de não ser muito fã do gênero, preciso confessar que fiquei um pouco curiosa para conhecer a história. A edição é mesmo linda!
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  10. Estou louca para ler este livro mas não deu ainda :(
    Que bom que gostou e sem dúvida a parte gráfica dele está linda.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  11. Esse livro está lindo mesmo. E essas quotes? Já quero ler. Sucesso com o canal no youtube, no blog e muito sucesso para o autor. Um beijo e até minha próxima visita por aqui.

    ResponderExcluir

  12. Olá! A leitura parece ser bem interessante e é um gênero que gosto o chato é ser série mesmo que seja uma trilogia (evito ler livros assim o máximo que eu posso) rs
    Ahhh amei o nome do seu blog me lembrou Manuel Bandeira: "Vou-me embora pra Pasárgada, lá sou amigo do rei, lá terei a mulher que amo na cama que escolherei (...)"
    Bjs e Boas Festas!


    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Essa capa realmente dispensa comentários. É daquelas que a gente não precisa nem saber sobre o que se trata, que já fica curioso para ler.
    Adorei as fotos e, mesmo nunca tendo lido nada do autora, estou curiosíssima para ler este. Adoro livros de fantasia e achei o enredo desse muito interessante. Já incluí na minha lista de livros desejados.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá! Eu não sou uma leitora de fantasia, mas as nacionais que eu li sempre considerei as melhores. Não leria esse por se tratar de uma trilogia, mas se não fosse o caso eu pegaria sim porque a premissa é maravilhosa.

    ResponderExcluir
  15. Oie
    eu não sou fã de livros de fantasia então de incio nao chamou muito a minha atenção mas ainda assim parece ser um livro interessante e a edição está realmente fantastica, bem legal sua resenha

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir