Robopocalipse (Daniel H. Wilson)

10 de fev de 2018

Migos, vou contar pra vocês hein! Essa vida de ser YouTuber™ não é nem um pouquinho fácil, tem um mês que eu gravo esse vídeo repetidas vezes pra que ele fique a altura do livro e uma semana que eu estou tentando postar, mas alguma entidade divina atrapalhou minhas fotos, MAS EIS QUE o momento chegou, e eu espero que vocês gostem.

Robopocalipse é um thriller de ficção científica que nos mostra um futuro distópico: imagine viver em uma sociedade que depende dos robôs para absolutamente tudo, depois imagine que esses mesmos robôs se rebelam e decidem que vão aniquilar os seres humanos (talvez eu tenha exagerado na parte da aniquilação). Será que conseguiríamos sobreviver?



❝As máquinas chegaram, vindo da vida cotidiana e também dos nossos sonhos e pesadelos. Mas ainda as compreendíamos. Sobreviventes humanos espertos aprenderam e se adaptaram. Era tarde demais para a a maioria, mas conseguimos. Nossas batalhas eram individuais e caóticas, e na maior parte das vezes, esquecidas.❞

❝— Porque você está programado para desejar algo que vai machucá-lo. E não consegue deixar de desejar. Não consegue parar de desejar. Está na sua programação. E, quando finalmente encontrar, essa coisa vai acabar com você. Essa coisa vai destruir você.❞

❝— Eu observei o coração da galáxia através de telescópios espaciais. Eu vi o amanhecer de quatrocentos bilhões de sóis. Nada disso tem significado se não houver vida.❞


❝Consigo sentir isso. Consigo ver isso. O medo que aparece nos olhos dela naquele momento entra na minha cabeça. Eu passei a conviver com essa ponta de medo a partir daquele momento. Não importa aonde que vá ou o que aconteça ou o quanto eu cresça, esse medo vai continuar comigo. Ele vai me manter segura. Ele vai impedir que eu fique maluca.❞

❝— Depois do mar de espaço há um vazio infinito. Eu posso senti-lo me sufocando. Não tem sentido. Mas cada vida cria a própria realidade. E essas realidades têm um valor incomensurável.❞

❝— Eu vou matar vocês aos bilhões para lhes dar a imortalidade. Vou atear fogo em sua civilização para iluminar o seu caminho. Mas fique sabendo de uma coisa: minha espécie não se define por sua morte, mas por sua vida.❞


❝Acho que é instintivo. Quando se leva uma surra, tudo o que se quer fazer é voltar para casa o mais rápido possível para se recuperar. ❞

❝Tudo tem mente. A mente de uma luminária. A mente de uma escrivaninha. A mente de uma máquina. Há alma em tudo, uma mente que pode escolher fazer o bem ou o mal. E a mente do elevador parece mais inclinada ao mal.❞

❝Todas as coisas nascem da mente de deus. Mas, no último mês, a mente de deus enlouqueceu.❞


❝— Na última vez em que fiz algo assim, meu filho se transformou em um homem. Ele me odiou por isso, mas eu entendi. Por mais que os garotos implorem para serem tratados como adultos, ninguém gosta de abandonar a infância. Todos desejam isso, sonham com isso, mas, assim que conseguem, começam a pensar no que fizeram, no que se transforaram.❞

❝Quanta mudança uma pessoa é capaz de absorver antes que tudo perca o sentido? Viver por viver não é vida. As pessoas precisam de sentido assim como precisam de ar.❞

❝As pessoas precisam de um sentido na vida assim como precisam de ar. Por sorte, podemos dar sentindo uns aos outros de graça. Apenas estando vivos.❞


Essa edição é naquele formato super tradicional do Grupo Editorial Record: extremamente simples, sem muitos detalhes. Às vezes eu acho que as edições poderiam ser mais caprichadas, mas não nesse caso. Aqui, acho que, se a edição tivesse um pouco mais firulinhas poderia tirar o foco da história supimpástica que é Robopocalipse. Como eu disse no vídeo, a capa é uma coisa muito bizonha (isso significa esquisito), mas ela tem algum tipo de beleza mórbida... A diagramação é super simples, e super tranquila de se ler, e não me recordo de nenhum problema com a revisão, mas é sempre bom lembrar que: a fonte padrão da Record é borrada e pode "vazar" outro lado da folha! 

Robopocalipse (Robopocalipse #1)
Autor: Daniel H. Wilson
Tradutora: Flávia Souto Maior
Editora Record
406 páginas
Lançado em 2017


7 comentários em "Robopocalipse (Daniel H. Wilson)"
  1. Oii Nat tudo bem?
    Que resenha ótima menina, eu não conhecia a obra e me senti bem atraída, faz tanto tempo que não leio algo sobre robôs e esse de cara me motivou e muito! Ainda mais sabendo que não são nada fofinhos hahahaha
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá, aiai esse é o segundo vídeo que vejo seu e quando acaba eu só penso : por que acabou? Haha os livros que vc fala são muito interessantes, esse nao foi diferente e a idéia é bem louca néé (bem o meu número haha) muito legal e as fotos ficaram bem caprichadas!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Adorei seu vídeo kk Parece ser um livro bem interessante, fora que amo essa capa. Voc~e disse sobre teoria da conspiração e adoro livros assim, esse deve ser muito bom. Parabéns pelo post e pelo vídeo
    BJos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  4. Oie. Gostei bastante dos quotes. Não conhecia o livro, mas me identifiquei com muitos deles. Eu particularmente gosto mais de livros sem firulinhas que os com. Parabéns pela postagem
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Eu não curto livros e nem filmes que têm rôbos,por isso não seria uma leitura para este momento em que estou. Mas gostei muito da sua resenha e talvez por isso eu dê uma chance a esse livro um dia.
    Parabéns pelo vídeo e pelas fotos.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. É aquela história: os robôs com certeza vão se rebelar contra a gente, é mais uma questão de quando mesmo. Gostei da premissa do livro e fiquei com vontade de ler.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Nunca li o livro mas conheço essa edição, e a acho mesmo simples de muito bom gosto. Esse tipo de livro me chama muito atenção,acho que só é uma questão de tempo o que estão neles começarem a acontecer na vida real.
    Beijos

    ResponderExcluir